Método simples para equilibrar as finanças pessoais

Muita gente sonha em organizar as suas finanças, mas não tem a mínima ideia de como fazer isso. Assim, ao contrário de começar a salvar dinheiro o quanto antes, a ideia vai sendo postergada e acaba não passando de boa intenção. Conheça agora um método simples para equilibrar as finanças pessoais.

Por isso, ter um método pré-estabelecido é meio caminho andado para ter uma conta no azul, e quem sabe, um bom fundo de reserva.

Método simples para equilibrar as finanças pessoais

Método simples para equilibrar as finanças pessoais

Você conhece a regra dos 50-15-30?

A ideia é organizar seu orçamento, a ideia é simples: separando seus gastos em três grandes categorias e estabelecendo, para cada uma delas, uma parcela da sua renda líquida, assim: 50% devem ser para gastos essenciais, 15% para prioridades financeiras e 35% para gastos com estilo de vida.

50% para gastos essenciais

Os gastos essenciais estão relacionados a todas as despesas básicas necessárias para você “sobreviver’: moradia, educação, saúde, transporte e alimentação são exemplos. Logo, entram nessa categoria gastos como: aluguel, conta de luz, gás, telefone, escola, passagem de ônibus, gasolina, convênio médico, remédios, compras do mês e até aulas de inglês.

15% para prioridades financeiras ou economia

Sua prioridade financeira será sempre quitar suas dívidas. Dependendo do quão fundo é o buraco, é necessário gastar mais do que 15% da renda. Nesse caso, é preciso cortar gastos nos dois outros quesitos. Você vai sempre priorizar os cortes no “estilo de vida” e, em seguida, “gastos essenciais”. Mesmo os últimos sejam vitais, é sim possível economizar na conta de celular, na luz, e no supermercado, por exemplo.

Se não há dívidas, esses 15% por cento da sua renda serão destinados a uma reserva financeira, que servirá para alcançar objetivos no futuro e ajudar no caso de emergências ou fases ruins. Afinal, ninguém espera por um problema grave de saúde ou alguma outra urgência imprevista.

35% em estilo de vida

Se os dois itens anteriores estão em ordem, está tudo bem gastar essa parcela da sua renda com o que você bem entender. As despesas relacionadas a seu estilo de vida são bem fieis ao nome, e correspondem a o que te faz sorrir, afinal, a vida é só uma e o dinheiro fica na terra. Academia, balada, bares, shopping, beleza, tv a cabo… é nisso que os 35% serão investidos. O segredo é sempre priorizar os outros dois grupos e gastar sem culpa.

Aí está! Essa ideia para equilibrar as finanças pessoais é simples, porém, sendo colocadas em prática certamente obterá sucesso e jamais ficará endividado.

Viva melhor sem dívidas! Clique aqui e saiba como!